quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Não vou mudar o mundo - Tihuana



Em cada esquina
Em cada par de olhos
Em todo o rosto
Em cada atraso de aluguel

Não há silêncio
Não há barulho sem pressão
Não há um espelho pra refletir a solidão

Em cada passo
Em toda meta ou decisão
Em todo fato
Em cada rota ou direção

Não levo em conta o tempo
Nem tão pouco vou saber
Daqui a quanto tempo a humanidade vai crescer

Viver é mais do que dizer sim ou não
Não vou mudar o mundo, mas mudo a mim
E quem sabe até mudo você de endereço

Não há silêncio em cada par de olhos
Não há barulho
Não há um rosto sem expressão
Em cada passo
Em cada meta ou direção
Não há um espelho
Pra refletir a solidão
Não levo em conta o tempo
Nem tão pouco vou saber
Daqui a quanto tempo
A humanidade vai crescer