terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Hello Guys
Então hoje eu terminei de devorar outro livro.
O Nome da vítima é "A batalha do Apocalipse" do autor Eduardo Spohr. Que também escreveu "Os filhos do Édem"
Mas deixe que eu fale do que eu sei, "A batalha do Apocalipse"...
Pra quem não sabe eu sou religiosa, na verdade sigo uma doutrina, enfim quando comecei a ler o livro não estava muito entusiasmada, mas confesso, me surpreendi.
O autor tem um conhecimento bem amplo do que descreve e coloca fatos de conhecimento universal como mentirosos e usa os seus, com argumentos tão bons que você passa a questionar a verdade.
Por exemplo, e se o Salvados fosse filho de um arcanjo com uma humana e não de um Deus único?
Bom eu gostei, aprovado!



Sinopse

Há muitos e muitos anos, há tantos anos quanto o número de estrelas no céu, o Paraíso Celeste foi palco de um terrível levante. Um grupo de anjos guerreiros, amantes da justiça e da liberdade, desafiou a tirania dos poderosos arcanjos, levantando armas contra seus opressores. Expulsos, os renegados foram forçados ao exílio, e condenados a vagar pelo mundo dos homens até o dia do Juízo Final. Mas eis que chega o momento do Apocalipse, o tempo do ajuste de contas, o dia do despertar do Altíssimo. Único sobrevivente do expurgo, o líder dos renegados é convidado por Lúcifer, o Arcanjo Negro, a se juntar às suas legiões na batalha do Armagedon, o embate final entre o Céu e o Inferno, a guerra que decidirá não só o destino do mundo, mas o futuro do universo. Das ruínas da Babilônia ao esplendor do Império Romano; das vastas planícies da China aos gelados castelos da Inglaterra medieval. A Batalha do Apocalipse não é apenas uma viagem pela história humana, mas é também uma jornada de conhecimento, um épico empolgante, cheio de lutas heróicas, magia, romance e suspense.